17 de out de 2010

Marina, o arrependimento é algo penoso. Pior é carregar a culpa por não atender a democracia, e o povo brasileiro.


 Marina e as mulheres


Vídeo: Luiz Carlos Azenha

Pérolas e Pílulas

Chico Barreira - Fatos novos e novas ideias - 11.10.1010

Notícia ruim para Serra: Marina não o apóia e o PV, dividido, vai  lavar roupa suja na rua

Marina Silva estará reunida, hoje (13), com a  direção nacional do PV (leia-se Fernando Gabeira e Alfredo Sirkis) para tentar evitar um confronto na Convenção do partido, domingo (17).  Não estará sendo negociada uma mudança de posição. Ou seja: Marina  continuará defendendo uma posição neutra no segundo turno e  Gabeira insistirá no apoio a Serra, até porque ele já recebeu o dinheiro e agora precisa entregrar a mercadoria.
Então, o que  se negocia é o tom das declarações públicas durante a Convenção, para evitar o escândalo e o desgaste  de  ambos os lados. Sobretudo, discute-se o tom  do pronunciamento que Marina fará e que já deve estar sendo redigido.
Membros da equipe de Marina garantem que se o partido apoiar Serra, ela  abandonará a sigla. O que Gabeira e  Sirkis querem evitar é  que ela anuncie sua sua saída antes das eleições, o que seria um tremendo  torpedo bem  no meio do casco da candidatura de José Serra.
O texto abaixo  já estava postado desde o dia 11.
A indignação de Marina Silva com relação à cúpula  dirigente do  Partido Verde (Fernando Gabeira e  Alfredo Sirkis) é tão grande  que   não  afasta a hipótese de  desligar-se da agremiação. Ela  deverá ser acompanhada pelo presidente  da Natura, Guilherme Leal (que  foi seu vice na campanha presidencial) e  pelos   elementos de sua  confiança,  ou que ela  trouxe para o partido e  agora a acompanham na saída, entre eles,  João Paulo Capobianco, o gerente de fato de sua campanha.
Marina está convencida de que é preferível enfrentar a difícil tarefa de organizar um novo partido, nos próximos  quatro anos, com vistas à sua candidatura à presidência em 2014, do que permanecer em uma sigla que negocia ministérios e  outros cargos públicos à luz do dia. Já está claro que  está  cúpula forçará uma  solução de apoio a Serra na convenção marcada para o dia 17.
A situação está tão feia que  Alfredo Sirkis,  o mais exaltado  e mais comprometido com Serra, ameaçou numa reunião  fechada, este fim de semana,  anunciar o apoio ao tucano,  antes mesmo da convenção, dentro de seis dias.
Resumo da ópera: Serra  provavelmente  terá o apoio oficial do PV ao qual forneceu uma grana alta durante a campanha do primeiro turno.  Mas  isto pode ser até prejudicial, porque é a adesão de  uma agremiação  em frangalhos e totalmente desmoralizada. Além disso, em pelo menos dez estados, o líderes verdes locais já anunciaram seu apoio a Dilma.

--------------------------------------------------------
Veja mais


67% dos brasileiros querem uma mulher na presidência!

Do #DilmanaRede 



 "20% do Brasil votou Marina. 47% do Brasil votou Dilma. Ou seja 67% dos brasileir@s querem uma mulher na presidência!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário