7 de jul de 2009

Honduras e Brasil - Golpe de Estado

Por Locatelli - 07.07.09

O presidente Lula está em Paris, onde recebe hoje o Prêmio da Paz da Unesco.

Mas você não lerá sobre essa notícia em nenhum dos grandes jornais ou revistas. Ela não estará no Jornal Nacional*.

O PiG (Partido da imprensa Golpista) está num ponto em que as informações são sumariamente sonegadas, ou falsificadas. Não dá para acreditar mais nem na previsão do tempo que esses veículos noticiam.

Honduras sofreu um violento golpe de Estado. São mais de 800 desaparecidos, quase mil pessoas presas e mais de 50 mortos. Nada disso foi noticiado na carcomídia.

Aqui no Brasil há um golpe de Estado sendo tramado nas sombras. A elite branca brasileira, que estava no poder há 500 anos, não suportará ver Dilma ganhar as eleições. Há perigo à vista.

Essa opinião não é só minha. Veja aqui o post esclarecedor escrito por Eduardo Guimarães, presidente do Movimento dos Sem Mídia, sobre o assunto.

Se Honduras vive um claro golpe de Estado, com tanques nas ruas, no Brasil vivemos um golpe branco, em que a grande maioria da população, beneficiada pelos programas sociais de Lula, está sendo bombardeada por contra-informação, por notícias manipuladas e falsificadas.

A atual campanha contra o Senado, embora baseada em fatos reais, em desvios de conduta dos senhores senadores, é uma campanha que não tem a menor intenção de moralizar coisa alguma. Há só duas metas: uma é tirar Sarney e colocar no seu lugar um apaniguado de Serra. A outra é reforçar a idéia de que todos os políticos são ladrões e que o melhor mesmo é fechar o Congresso, como nos tempos da ditadura.

Uma parte da classe média é formada por gente tão tapada, tão otária, que é simpática a essa idéia de fechar o Congresso e implantar uma ditadura!! A classe média brasileira, principalmente a paulista, vê a si mesma como classe alta, como elite, e prefere se associar àqueles que a exploram do que unir-se à população mais pobre na luta por distribuição de renda e justiça social. Por isso chamam o Bolsa-Família de esmola.

A classe dos jornalistas é um bom exemplo disso: coroné Gilmar, atendendo a pedidos das famílias Civita, Marinho, Frias e Mesquita eliminou a exigência de diploma para os jornalistas. E o que eles fizeram? Nada. Como diz Mino Carta, o Brasil é o único país em que jornalista chama o patrão de "colega". São uns otários mesmo. Com eles não podemos contar na luta contra as falsificações da mídia.

O México, nos anos noventas, era mostrado pelo PiG como exemplo para o Brasil. Hoje o México está na... digamos que está no esgoto político, econômico e social. É que lá houve a continuidade da política neoliberal. Aqui não. Com a vitória de Lula, a privataria foi razoavelmente estancada, a Alca (tratado comercial que prioriza o comércio com os EUA) foi rejeitada, as políticas sociais ganharam força gigantesca e o comércio com a América Latina, África e Ásia tornou-se prioridade absoluta. Ainda bem, senão estaríamos na mesma situação do México...

A descoberta de gigantescas reservas de petróleo no litoral brasileiro, mais as constantes descobertas de minérios valiosos em nosso subsolo, mais o avanço tecnológico do biodiesel, tudo isso despertou a cobiça da elita racista brasileira. Eles querem o pre-sal. Eles querem os minérios. Toda essa riqueza, que pode resultar em melhor qualidade de vida para os brasileiros, significará apenas mais pobreza e concentração de renda se cair nas mãos de certas elites gananciosas.

O Brasil está cada vez melhor. Mas essas conquistas correm perigo. Se você não quer ver o extraordinário avanço social e econômico que o Brasil conquistou sendo destruído por uma eventual vitória de um candidato da elite racista, aja agora!

1) Coloque comentários em todos os sites e portais da mídia antiga: UOL, Globo, Estadão, CBN, etc. Cada comentário abre um pouco os olhos de alguém que foi lá se informar. Cada palavra de esclarecimento é importante;

2) Se você é daqueles que apóiam, ainda que com críticas, o atual governo, você tem a missão de conversar com os amigos e com as pessoas de seu círculo familiar para esclarecer e conscientizar o máximo de pessoas para apoiar a democracia e não se deixar iludir pela mídia golpista.

3) Não assine os veículos da mídia golpista. Não dê dinheiro a essa gente, pois eles usarão esses recursos contra você.
______________________________________
* Complemento em 8 de julho, quase uma da manhã

Dou a mão à palmatória: deu na Globo, sim, segundo me informaram. Eu não quase não assisto TV, muito menos TV aberta.
É, a Globo foi mais esperta: deu a notícia que os outros não deram.
Vamos ver como o PiG se comportará caso Lula receba o prêmio Nobel da Paz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário