10 de jul de 2009

Trabalho e Educação - Projovem Adolescente abre mais 162 mil vagas com investimentos de R$ 89 milhões - Pais e alunos cobrem do seu Prefeito

O Projovem Adolescente, programa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) abriu, ontem, mais 162.825 vagas para o Projovem Adolescente em 1.295 municípios, que receberão cerca de R$ 89 milhões ainda neste ano. Com essa expansão, o Ministério passa a atender cerca de 600 mil jovens em todo o País, com um orçamento de R$ 312 milhões para 2009.

O ProJovem Adolescente atende pessoas de 15 a 17 anos, de famílias pobres ou em situação de risco social – com prioridade para famílias beneficiárias do Bolsa Família. O serviço oferece atividades que desenvolvam as potencialidades de seus participantes e estimulem o convívio familiar e a participação cidadã, além de uma formação técnica geral para o mundo do trabalho.

Requisitos -
Os Municípios habilitados respondem a requisitos como possuir pelo menos um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) em funcionamento e reunir, no mínimo, 40 jovens (entre 15 e 17 anos) cujas famílias recebam o Bolsa Família. As cidades selecionadas precisam acessar o Termo de Adesão - disponível no endereço www.mds.gov.br/suas, até 31 de agosto.

O ProJovem Adolescente é uma reformulação do Projeto Agente Jovem do MDS. Tem a duração de 24 meses e é executado com a assessoria dos Cras, parte deles cofinanciada pelo MDS. O serviço integra o Programa Nacional de Inclusão de Jovens, lançado pelo presidente da República em setembro de 2007.

SisJovem - Em setembro deste ano, o MDS disponibilizará, aos estados, municípios, Distrito Federal e órgãos de controle social informações on line sobre a implementação e a execução do serviço socioeducativo em todo o País, incluindo a avaliação contínua das ações. O chamado Sistema de Acompanhamento e Gestão do ProJovem Adolescente (SisJovem) será alimentado diretamente pelas Secretarias de Assistência Social e pelos Centros de Referência de Assistência Social com informações detalhadas sobre as atividades realizadas.

O Ministério realizou, de março a junho deste ano, uma série de capacitações organizadas em parceria com os governos estaduais e o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas). Mais de 4.500 profissionais participaram da iniciativa, que abrangeu 3.500 Municípios.


Redação - Em questão - 10.07.09

Nenhum comentário:

Postar um comentário