14 de out de 2009

Metade dos desabrigados aguarda casa há seis anos

Aline Mazzo (Agora) - Folha de S. Paulo - 14.10.09

Metade das 268 famílias que perderam barracos no incêndio de domingo na favela Vila Nova Jaguaré (zona oeste de SP) está cadastrada há seis anos no plano de novas moradias da prefeitura. Elas aguardam a reurbanização da área. As obras começaram em 2006 e não há previsão para concluí-las, segundo a prefeitura.
Ontem, os desabrigados receberam doações de mais de duas toneladas de alimentos, roupas e calçados. A prefeitura doou 740 colchões, 232 cestas básicas e 644 cobertores.
E uma nova tentativa de invasão dos dois prédios da CDHU ocupados por vítimas do fogo acabou ontem em briga. Um rapaz de 19 anos trocou tapas com um vizinho no local do incêndio. O motivo, segundo amigos, era a opção do vizinho por negociar com a prefeitura.
A Secretaria Municipal da Habitação cadastrou 260 famílias em programas habitacionais. Há 135 apartamentos que aguardam a regularização de documentos. Mais 110 devem ser entregues em novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário