23 de mai de 2012

Livro de Marcio Pochmann aborda o impacto da tecnologia no mundo do trabalho

Divulgação
Já não é nenhuma novidade dizer que a tecnologia modificou os modos de produção da economia mundial. Mas se há muitos estudos a respeito das mudanças impostas pelo surgimento da chamada “nova economia”, pouco se fala a respeito do impacto disso nas relações de trabalho.

(*) Marcio Pochmann
Esta é a obra que Marcio Pochmann, economista e Presidente do IPEA, busca preencher essa lacuna. E-trabalho reúne uma série de artigos que dão um amplo panorama dos desafios que o capitalismo contemporâneo impõem à economia mundial.

O livro analisa como as mutações tecnológicas alteraram a postura tanto de empregados como de empregadores, modificando de forma profunda o ambiente e as condições de trabalho. E, principalmente em países periféricos como o Brasil, essas mudanças têm significado uma jornada de trabalho mais intensa, salários mais baixos e maior desigualdade na distribuição de renda. Obra essencial para quem quiser entender as conseqüências de uma revolução econômica que combina o atraso e o moderno.
   

Título: E-trabalho
Autor: Marcio Pochmann
Páginas: 174
Editora Publisher Brasil
2004

Para adquirir o livro clique aqui
--------------------------------------------------

(*) Marcio Pochmann (Venâncio Aires, 1962) é um economista brasileiro.
Formou-se pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com especialização em ciências políticas e em relações do trabalho. É mestre e doutor em economia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Professor da Unicamp desde 1995, Pochmann é professor livre-docente licenciado na área de economia social e do trabalho e também pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho da Unicamp desde 1989. Foi diretor executivo do centro entre 1997 e 1998.
Foi consultor do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e organismos multilaterais das Nações Unidas, como a Organização Internacional do Trabalho (OIT).
Foi secretário municipal do desenvolvimento, trabalho e solidariedade da cidade de São Paulo entre 2001 e 2004, durante a gestão de Marta Suplicy.
Desde 2007 é presidente do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA).
Marcio Pochmann é historicamente ligado ao Partido dos Trabalhadores (PT), ao qual é filiado.
Nas eleições 2012, Marcio Pochmann será o candidato do PT à Prefeitura de Campinas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário