29 de nov de 2012

Facebook está atrás de retorno

Imagem: MPI Digital
Em um cenário com 5,7 milhões de páginas de empresas e uma estatística que aponta que 7 em cada 10 fanpages não são atualizadas, conforme pesquisa do Recommend.ly, o Facebook começa a rever sua estratégia. Tudo para evitar que a empresa, que passou a ser de capital aberto em maio deste ano, represente um novo fracasso na Nasdaq. É sabido que as fanpagens respondem por 89% do faturamento do Facebook.


As informações são do Tracto Content Marketing que também destaca alguns dados interessantes e que podem estar tirando o sono dos executivos do Facebook. Por exemplo, em março deste ano, de cada 10 mil fãs de uma página apenas 74 interagiam. Em outubro, o número caiu para 38. E o tão falado engajamento restringe-se a atos como curtir, compartilhar e comentar. E o problema de relacionamento não limita-se a isso. De cada 100 páginas, apenas 15 aderem à conversas com seguidores na fanpage.

Esses dados servem de alerta. Tanto que o tipo de relacionamento da rede com os usuários mudou e as regras, que antes eram impostas, passarão por votação popular. A rede também sinaliza com a flexibilização da política de emails dos usuários que escolherão quem pode ou não fazer contato.

Ainda conforme a publicação da Tracto Content Marketing, os usuários poderão definir a cidade e o estado onde moram. A medida, juntamente com as informações do instagram (comprado recentemente pelo Facebook), ajudarão as empresas segmentarem ainda mais o seu público e ampliar o retorno dos investimentos nesses novos formatos na rede.

Com informações da Tracto Content Marketing.

Nenhum comentário:

Postar um comentário