13 de dez de 2010

Serra e a Wikileaks, blog sujo?!


Durante a campanha presidencial de 2010 o candidato tucano José Serra acusou o governo Lula de financiar blogs para atacar a oposição e os nomeou de: ‘blogs sujos’. Agora a Wikileaks mostra que Serra prometeu algo em campanha, mas acertou que não cumpriria, caso vencesse. A Wikileaks é um blog sujo?!

   Polvinhos e Polvinhas, seria esse tal de Wikileaks um blog sujo? Seria, talvez, um blog patrocinado pelo governo Lula para falar mal de seus adversários políticos?
   Fechem os olhos {{sim, amigo, é uma metáfora, por gentileza continue lendo o texto}} e imaginem comigo a seguinte situação, ou melhor, vejam se não é um plano para desestabilizar os adversários de Lula.
   O maior alvo do Wikileaks são os Estados Unidos. Não se ouviu um ‘a’ sobre a Venezuela, ou melhor, se ouviu: uma preocupação com o sucesso do programa de saúde deles.
   Agora esse tal de Wikileaks mostra que José Serra, apesar de dizer que era favorável à Petrobrás e que, na verdade, quem fazia privatização era o governo Lula / Dilma ele pretendia mudar as regras de exploração e mantê-las como eram antes da descoberta do pré-sal.
   Segundo a definição de José Serra para ‘blogs sujos’:
José Serra, acusou nesta quinta-feira o governo federal de financiar "blogs sujos" que "dão norte do patrulhamento" a jornalistas.
{{não acredite em mim}}
"A pessoa é corresponsável porque não desautoriza. E ao não desautorizar há caráter de representatividade no blog."
{{não acredite em mim}}
   Ou seja, este blog aqui, patrulheiro da imprenÇa é um blog sujo, afinal, Lula nunca disse em público que o bloguinho aqui estava desautorizado…

   A Wikileaks, por sua vez, foi incentivada pelo presidente:

Prova irrefutável de que a Wikileaks é um blog sujo…

   Logo a informação que se segue não tem a menor importância ou relevância. Vou postá-la apenas para que meus companheiros comunistas {{quando será o próximo encontro para comer criancinhas?!}} não digam que eu abandonei a luta.

   Você que agora lê, pode ter plena certeza de que nada do que será dito a partir de agora tem significância, posto que falamos de uma pessoa cuja história não traz nenhuma mentira ou engano {{falo, claro, do irrefutável José Erra}}:
Petroleiras foram contra novas regras para pré-sal
Segundo telegrama do WikiLeaks,
Serra prometeu alterar regras caso vencesse
{{não acredite em mim}}

   Considerando a total falta de credibilidade dos telegramas americanos e a total irrelevância do “CableGate” {{não sabe o que é? Descubra…}} essa notícia deve ter sido uma daquelas sem importância.

   Diz o texto da matéria em questão:
"Deixa esses caras [do PT] fazerem o que eles quiserem. As rodadas de licitações não vão acontecer, e aí nós vamos mostrar a todos que o modelo antigo funcionava... E nós mudaremos de volta", disse Serra a Patricia Pradal, diretora de Desenvolvimento de Negócios e Relações com o Governo da petroleira norte-americana Chevron…
   Podemos logo concluir que o documento {{não acredite em mim}} não tem o menor senso de realidade, afinal, José Serra, em campanha disse que Dilma havia privatizado o petróleo e que estava mudando as regras por conta da eleição apenas. Como ele, Erra, disse que não ia privatizar nada, logo era contra as regras antigas.

   Se ele disse, quem é Wikileaks para desmentir?!

divinha quem está na mira?!
Adivinha quem será o alvo...
   Para finalizar é preciso dizer {{e agora sem ironias}} que eu, pessoalmente, não esperava outra coisa do PSDB que não a manutenção das regras anteriores de exploração do petróleo.

   Como já disse aqui, diversas vezes, não é por acaso que chamo o sujeito da foto acima de José Erra. Ao invés de afirmar claramente o que ele afirmou em reuniões privadas, ele preferiu fazer um discurso que se confundia com continuidade.

   Um discurso que não enganou quem queria continuidade e não agregou quem queria mudanças. Por essas e outras que o futuro do PSDB está nas mãos de um certo super-Aécio

Do ImprenÇa - 13.12.2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário