18 de dez de 2012

Instagram poderá utilizar fotos de usuários



Você tem até dia 16 de janeiro para decidir se está ou não de acordo com a nova política. 


Primeira mudança de regras desde a compra pelo Facebook permite uso comercial de imagens de usuários sem consulta

Por Anna Carolina Papp - Estadão

A partir de 16 de janeiro, o Instagram poderá comercializar as fotos publicadas em seu aplicativo de imagens sem qualquer pagamento ou notificação ao usuário autor. Segundo os novos termos  de uso do serviço, anunciados nesta segunda-feira, 17, a empresa poderá utilizar as fotos em anúncios publicitários e até transferir os direitos da imagem para terceiros.

É a primeira mudança na política do Instagram desde a conclusão de sua compra pelo Facebook, há três meses. A aquisição foi primeiramente anunciada em abril, pelo valor de US$ 1 bilhão.

O uso comercial das imagens postadas – que levantou inúmeras críticas por parte dos usuários – foi incorporada à política da empresa em dois novos itens nos termos de serviço, no tópico “Proprietary Rights in Content on Instagram” (direitos proprietários de conteúdo no Instagram).

No primeiro, o Instagram afirma que não detém direitos de nenhum conteúdo publicado, mas que o usuário concede à companhia uma “licença de uso mundial não exclusiva, totalmente paga, livre de royalties, transferível e sub-licenciável”. Fica sob o controle do usuário apenas quem pode ver visualizar  suas imagens e atividades no serviço.

No segundo , a empresa coloca: “Para nos ajudar a oferecer conteúdo interessante pago, patrocinado ou promoções, você concorda que empresas ou outras entidades podem nos pagar para exibir o seu nome, imagem, fotos (juntamente com todos os metadados associados), e/ou ações que você faz em relação ao conteúdo pago, patrocinado ou promoções, sem qualquer compensação para você”.


Em seu blog oficial, o Instagram disse que a nova política de privacidade ajuda o serviço a se conectar mais facilmente com o Facebook ao permitir o compartilhamento de informações entre os dois produtos. “A nossa comunidade cresceu muito desde que fizemos os nossos termos de serviço originais”, escreveu a companhia.

Isso quer dizer que o Facebook terá acesso às informações de perfis e imagens do Instagram e poderá compartilhá-las para fins publicitários. A rede de Zuckerberg declarou recentemente que tem a intenção de incluir anúncios no aplicativo de fotos.

Quer excluir sua conta? Veja como:

Você tem até dia 16 de janeiro para decidir se está ou não de acordo com a nova política. Caso queira excluir sua conta, é simples: vá aqui, diga o motivo pelo qual quer sair e delete permanentemente sua conta.


Vale lembrar que, caso queira retornar à rede social, não poderá se cadastrar com o mesmo nome; terá de fazer outra conta para ver a refeição e o pôr do sol retratados por seus amigos.

No entanto, é bem provável que você queira ter para si as fotos que já tirou com o app. Há alguns serviços que podem fazer o download, como o Instaport e o Copygram, que criam um arquivo com todas as suas imagens. Já o Open Photo permite importar suas fotos e subi-las direto no Dropbox, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário