2 de jul de 2009

EXCLUSIVO: SERRA MANDOU SUSPENDER SINDICÂNCIA DOS LIVROS DIDÁTICOS

Do Cloaca News (leia mais neste site) - 01.07.09

- Ordem foi dada em telefonema pessoal, há duas semanas

- Responsáveis pela lambança dos pornolivros são amigas "velhas de guerra" do tucano

- Esquemas do secretário-lobista seguem de vento em popa na Secretaria de Educação paulista

De acordo com o "enrolômetro" que instalamos em nossa barra lateral, o prazo que o governador Zé Chirico determinou para apurar as "responsabilidades" acerca dos livros pornodidáticos distribuídos para as crianças da escolas estaduais paulistas já está esgotado faz tempo. Fomos gentis com o tucano, e decidimos contar apenas os dias úteis. Também por este critério, Serra não cumpriu a promessa que fez em cadeia de rádios, tevês e jornais. O governador de São Paulo - com a conivência da mídia bandida que o acoberta - mais uma vez fez a população de palhaça.
Desde o início, sabia-se de quem era - e é - a "responsabilidade" pela escolha e pela aquisição dos livros didáticos no governo tucano. E, assim como Serra determinou que a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) fizesse um inquérito de fancaria, ele próprio encarregou-se de sustar as investigações. Telefonema de viva voz, sem intermediários.
Àquela altura, uma das verdadeiras responsáveis pelas desastradas "escolhas" esforçava-se para jogar no colo de subordinados a conta pelas suas trapalhices. Seu nome: Iara Prado. Outras duas personagens que surgiriam nas diligências, caso o negócio fosse pra valer: Zuleika de Felice Murrie e Claudia Aratangy. Juntas, estas três "professoras" são as Damas de Ouro de Zé Chirico e as fiéis escudeiras do secretário-lobista Paulo Renato Souza.
Qualquer criança, utilizando um dos computadores alugados a peso de ouro da CTIS pela Secretaria da Educação paulista, não terá dificuldade alguma em descobrir a quanto tempo remonta a fraternidade entre as distintas "servidoras" e os dois ex-ministros de FHC. Iara Prado, a propósito, é casada com um certo Antônio de Pádua Prado Júnior, vulgo Paeco, dono da empresa APPM, em cuja seleta lista de clientes encontramos todas as agências de propaganda que atendem as contas do governo tucano.
Iara, Zuleika e Claudia não poderiam aparecer nos relatórios da sindicância. Assim como não poderia vir à tona o nome de uma certa senhora Eliane Mingues, responsável pelas compras ordenadas, em cadeia hierárquica, pelas três primeiras. Sua presença na FDE é cercada de indecifrável mistério, visto que não há qualquer registro de sua nomeação para aquele órgão publicado no Diário Oficial.
Para conhecer os bastidores da "sindicância" fajuta de José Serra, clique aqui.
Para ver e ouvir Iara Prado falando sobre o Programa Ler e Escrever, da FDE, clique aqui.
Para conhecer o papel de Claudia Aratangy na patacoada dos pornolivros, clique aqui.
Para ver Zuleika em ação, clique aqui.
E para ver como Eliana Mingues já é da patota desde priscas eras, clique aqui.
Este blog "anônimo" informa, ainda, que os dados para a quebra de nosso sigilo telemático para fins de processo judicial encontram-se na barra lateral, à direita, logo abaixo do "enrolômetro" de José Serra.

Busque neste blog os marcadores (TAGs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário