6 de jul de 2009

Serra e a sinecura de Roberto Freire

José Serra é um bom cristão. Segue à risca a recomendação cristã de que o bem deve ser feito discretamente, pois o bom cristão não deve vangloriar-se das bondades que faz. Um exemplo disso foi como O Mais Bem Preparado de Todos os Brasileiros ajudou um desempregado, em sua meteórica passagem na prefeitura de S. Paulo. Sensibilizou-se com a penúria do antigo dirigente comunista Roberto Freira, líder do partido-auxiliar do PSDB, o PPS. Freire curtia um triste desemprego, e O Grande Líder dos Éticos arrumou pra ele não só um, mas dois: duas vagas em conselhos de empresas estatais paulistanas EMURB e SP-Turismo. O ex-comunista, que mora a 3 mil quilômetros de SP, em Recife, agora ganha 12 mil reais por mês para não fazer nada. E ninguém vê nosso Grande e Incomparável Estadista vangloriando-se disso. Esse é um verdadeiro cristão!

Veja notícia no blog do Ricardo Kotscho, que repercutiu notícia publicada discretamente pelo Mais Vendido dos Jornais Brasileiros, a FSP.

Comentário da Tia Carmela: Bom cristão já é demais… Que esse menino Zezinho sempre gostou de ir à missa, isso lá é verdade. Mas era somente para agradar a mãe e ganhar tubaína no almoço de domingo, depois da missa…

Nenhum comentário:

Postar um comentário