22 de mar de 2010

PSDB como gosta muito de privatizações, será esta a resposta, quebrar a educação pública e promover o convênio com empresários da mídia (PIG*) ?

A imprensa da Globo não cobriu a greve! Se deu alguma nota, apenas julgou professores como baderneiros, manifestantes e que atrapalham a vida dos paulistanos no trânsito (discurso pregado pelo Serra - seu chefe).
A Globo não tem interesse pelos professores, nem pela educação, quanto menos com alunos e cidadãos brasileiros.

Empresários que investem em educação sabem que é um ótimo negócio. Exemplo: a quebra (lenta) da USP comprova, muitas universidades paulistas (particulares) surgiram.

As parcerias entre Globo com o PSDB - FHC e Serra, sempre existiram.


-------------------------------------------------------------------------------

Por Gilvan Freitas - Blog o Terror do Nordeste - 21.03.10

Globo (PIG*) de SP vai erguer "escola" em terreno público


A notícia saiu com certa discrição no portal das organizações Globo, um dos quatro mais acessados do país. Trata-se de um convênio para capacitar jovens em cursos técnicos profissionalizantes na área de TV.

Como até o reino mineral sabe, este tipo de profissional está sendo caçado por aí, depois que a disputa ficou acirrada entre as empresas de comunicação, produtoras de conteúdo para internet, telefonia, publicidade e, mais recentemente, campanhas políticas.

Funciona assim: o Governo do Estado de São Paulo (leia-se José Serra) entra com o terreno e as instalações e as organizações com a obra. Depois que o prédio tiver sido levantado em terreno públic, serão formados por ano cerca de 240 profissionais.

Quem toca tudo é uma Fundação ligada ao Governo. No dia da formatura o pessoal do recrutamento da emissora vai estar de olho nos melhores alunos.

O terreno fica muito próximo à sede da emissora de televisão na cidade de São Paulo, e está sob administração da Rede Globo de Televisão. Mesmo sendo pública esta praça tem entrada proibida ao público.É de uso exclusivo dos funcionários da Rede Globo.

Com informações do blog DoLaDoDeLá, do jornalista Marco Aurélio Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário