24 de abr de 2010

AÇÕES DA POLÍCIA FEDERAL NO GOVERNO LULA

José Serra tenta vender uma ilusão aos brasileiros, dizendo que fará MAIS, se eleito for, presidente do Brasil. Um grande mentira propagada pelo PIG. Em 8 anos, os tucanos quebraram o Brasil três vezes, arruinaram a vida do trabalhador e destruiram a Polícia Federal. Dados atualizados até 07/04/2010 Fonte: www.dpf.gov.br Governo FHC: em 8 anos foram 28 operações da Polícia Federal.
Governo Lula:
Ano
N˚ de Operações
Total de Presos
Servidores Públicos
Policiais Federais
2003
08
223
97
39
2004
42
703
134
9
2005
60
1.366
219
09
2006
165
2.673
385
11
2007
188
2.876
310
15
2008
235
2.475
396
07
2009
288
2.663
183
04
2010
47
253
08
-
Total
1.033
13.232
14.964
94
Nas operações acima foram presas diversas autoridades, servidores públicos e empresários. Atestando a imparcialidade do trabalho foram presos juízes federais, estaduais, policiais civis, federais (94 da própria corporação), rodoviários federais, Auditores Fiscais, membros do Ministério Público Federal, prefeitos, inclusive do PT, governadores, deputados, vereadores, senadores e tantos outros. Também foram presas pessoas ligadas a grandes empresas (Daslu, Schincariol, Odebrecht, OAS, Camargo Correa, etc). O trecho abaixo reproduzido, de entrevista concedida pelo ex-procurador geral da República Cláudio Fontelles à Revista Caros Amigos Especial Corrupção de setembro/2005, repórter João de Barros, ajuda a entender como uma nova orientação, decorrente da vontade política do Presidente Lula, foi decisiva para a obtenção desses resultados: “olha que coisa interessante se dá de 2003 pra cá: nestes dois últimos anos, você vê, como nunca se viu, várias operações em conjunto da polícia federal com o Ministério Público. É que as instâncias de investigação do governo, ele as tem nas mãos, leia-se Polícia Federal, Receita, Banco Central, fiscalização do IBAMA, Previdência, essas instâncias começaram a se articular com o Ministério Público, que não é governo, e aí surgiram essas ações. Um combate cotidiano a esse tecido podre.” Ao contrário do Procurador-Geral da época de FHC, Geraldo Brindeiro, homem ligado ao PFL, combatido por seus pares por ficar no cargo por 8 anos e famoso por ter entrado para a história como “o engavetador geral da República”, o Procurador-Geral nomeado por Lula deixou o cargo com enorme prestígio junto ao mundo jurídico e à sociedade. Pelos números apresentados e pelas explicações da entrevista, pode-se aquilatar a envergadura dessas operações e os motivos que levaram à excelência no desempenho da instituição: mudanças de orientação, compromisso e vontade política para defender o patrimônio público, prevenir, apurar e combater a corrupção. Sem exagero, pode-se dividir a história da Polícia Federal em dois momentos qualitativamente distintos: antes e depois do atual governo federal. Há pesquisas comprovando a aprovação da população quanto às Operações da Polícia Federal.
 
Fonte Blog da Dilma - 23.04.2010

Do MobilizaçãoBR - 24.04.2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário