6 de fev de 2011

Foto de brasileiro é usada em manifestação de apoio ao Egito

Foto do paulista Evandro Monteiro estava com manifestante no Líbano. Imagem já ganhou Esso e rodou o mundo sem autorização', diz fotógrafo.
Manifestante no Líbano exibe foto de brasileiro com
legendas em árabe (Foto: Anwar Amro/ AFP)
A foto de um menino em pose de enfrentamento contra a polícia tem tudo a ver com o contexto, mas nenhuma relação com o lugar. A imagem foi tirada há sete anos pelo fotógrafo brasileiro Evandro Monteiro, em São Paulo, e agora aparece exposta nas mãos de um manifestante no Líbano. A manifestação lá é de apoio à população do Egito, que, há quase duas semanas, ocupa as ruas do país para derrubar um governo de 30 anos. “Quando vi, levei um susto e pensei: ‘o que a minha foto está fazendo em um protesto sobre o Egito?’”, conta o profissional, de 39 anos.

No cartaz que o manifestante levanta, as frases afirmam: "Acreditem: a nação está bem” e "De hoje em diante não haverá mais governo. Eu sou o governo”. Mesmo admitindo que não teve seu crédito colocado na imagem, Monteiro não reclamou e até gostou da ideia de ter seu trabalho visto por diversos países. “Não tem meu crédito, mas tenho como provar que é minha. Para um fotógrafo, é sensacional ter sua foto no mundo todo e ainda mais se é usada em um protesto para mudar o governo.”
A imagem ganhou o Prêmio Esso de fotografia em 2005 e retrata o momento em que um garoto de rua parece querer enfrentar guardas civis metropolitanos durante um confronto com camelôs no Vale do Anhangabaú, Centro da capital paulista. “Eu tirei essa foto em outubro de 2004. Como o menino era amigo dos camelôs, começou a enfrentar a GCM (Guarda Civil Metropolitana). Fez aquela pose por apenas três segundos. Depois, um policial atirou uma pedra e o acertou”, lembra Monteiro, que atribui a esse clique a sua melhor premiação na carreira, iniciada em 1995.
Ele diz ter descoberto a foto no protesto do exterior porque um fotógrafo registrou o manifestante e essa imagem estampou a capa do jornal brasileiro "Diário do Comércio". Monteiro diz não pensar em pedir reparação por alguém ter usado seu trabalho sem autorização. “Não há esse interesse porque a foto está sendo usada para o bem de um país.”
De acordo com o fotógrafo, não é a primeira vez que essa imagem “roda o mundo”. “Já vi essa foto em e-mails de corrente, falando de força, coragem. Eu mesmo já recebi”, afirma. No entanto, quando descobriu que ela tinha sido veiculada sem permissão em um programa de televisão paga, em 2008, Monteiro buscou seus direitos. “Entramos em acordo e chegamos a um valor de indenização.”
Foto tirada por Monteiro em 2004, no Centro de SP  (Foto: Divulgação/ Evandro Monteiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário