24 de nov de 2011

Suplente tucano de Agripino Maia é preso em operação da PF

O senador suplente João Faustino ironizou a operação dizendo que não passa em "sinal fechado" (Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado)
São Paulo – O suplente do senador Agripino Maia (DEM-RN), João Faustino (PSDB-RN), foi preso na manhã desta quinta-feira (24) na Operação Sinal Fechado da Polícia Federal. Os crimes investigados são de um esquema de corrupção na inspeção veicular do Departamento de Trânsito do estado (Detran-RN).


"Eu não sei que operação Sinal Fechado é essa. Eu não passo em sinal fechado, só passo em sinal aberto", disse Faustino, segundo o jornal Tribuna do Norte, após passar por exame de corpo de delito no Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) potiguar. O ex-deputado federal disse ser um "homem de bem" que confia na Justiça para "elucidar todo esse processo".

Marcos Procópio, genro de Faustino, também foi preso. Segundo o Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, integram a lista de detidos o ex-procurador do Detran Marcos Vinicíus, o advogado George Olímpio, o ex-dirigente do Detran Carlos Theodorico e o empresário Gilmar de Carvalho Lopes. Os suspeitos foram levados ao quartel-general da Polícia Militar em Natal.

Agripino Maia, presidente nacional do DEM, manifestou-se a respeito em seu perfil no Twitter: "O passado de João Faustino é suficiente para garantir a credibilidade ao que ele venha a dizer sobre esse assunto".
Em 2010, Edson Faustino, filho do suplente, foi citado e preso na segunda fase da Operação João de Barro, conduzida pela PF para investigar esquemas de desvio de verbas em convênios entre prefeituras e a União em oito unidades da federação.

Rede Brasil Atual - 24.11.11

Nenhum comentário:

Postar um comentário