26 de abr de 2009

A criança e o adolescente tem que ser educado primeiro pelos pais, e não pela sociedade.

Estamos vivendo uma época muito difícil. Os pais não estão dando conta da educação dos seus filhos. Poderia acusá-los? Não. Mas, dizer que existe distração, sim.
Têm pais que precisam trabalhar em dois empregos, e muitos filhos ficam sozinhos, sendo cuidados pela vizinha, pela escola, ou ficam muitas vezes na rua, fazendo o quê? Sei que é difícil, eu lido com isto, sou mãe. Mas, não é impossível resgatar este jovem.
Ás vezes os pais se perdem porque não sabem mais o que fazer com o filho que, desde cedo, não foi orientado a respeitar o próximo.
Não existe tempo certo para educar, se o filho já está perdido, se acha que é isso; existem meios de recuperar nesta criança ou adolescente o respeito, a ética, a boa moral e principalmente a cidadania.
Uma explicação é fácil, mas a prática pode ser difícil, nunca é tarde.

Busque sempre orientação com pedagogos, programas educativos etc.
Mas, pais vamos lembrar:
converse sempre com ele (a); não o deixe dominar tudo na sua casa; ele tem que te respeitar, mas você tem que ser firme, tem que impor limites; mostre para ele a dificuldade de um adulto no trabalho e peça (convide) para que ele participe de sua rotina de forma alegre e espontânea, ele precisa dar valor as lutas na vida, o jovem que tem tudo na mão com facilidade, sem esforço, trará problemas para a sociedade, tem casos revelados há anos; não seja agressivo (bater apenas traz revolta), lembre-se que o seu filho representa tudo o que vc faz ou não faz com ele, assim dizem: seu filho tem o seu jeito, então converse - dialogue; ao invés de ficar assistindo novelas (tem gente viciada em novela) leia um livro com ele, não o abondane na frente do PC (às vezes pode ser tarde, se você distrair) ou mesmo na TV; faça as refeições junto; participe de sua vida, mostre o seu interesse pelo seu mundo juvenil; não fique distante deste jovem; evite brigas ou discussões entre adultos na frente deste jovem, ou mesmo com ele. Eu sei que vc vai conseguir, não desanime, comece agora, antes que seja muito tarde !!
As escolas, professores ou profissionais do ensino, muitas vezes, não sabem o que fazer porque o jovem chega na escola revoltado, querendo bater no amigo ou mesmo na professora, fazendo bagunça ou praticando a maior violência. Muitas vezes, estes jovens chegam na escola revoltados pela sua ausência, falta da sua amizade, ele projeta na sociedade o seu desprezo. Apenas critica, repreensão, cobrança só levam a um lugar: revolta; e muitos destes estão na febem, no presídio ou internado tentando se recuperar das drogas ou da bebida.
Assim, existem pais que dizem: o meu filho (a)está em uma escola ruim, aquela professora não sabe educar.
Além de todos os problemas que a escola vive hoje, com a falta de interesse dos nossos governos municipal e estadual pela educação, que só dispersam e manipulam a população para que ela fique cada vez menos interessada na escola, temos um problema maior - a maioria dos pais não querem nem saber da escola do seu filho, não vão às reuniões, não falam com a professora, ou até mesmo critica e não procura saber o que o professor enfrenta - a escola precisa da participação dos pais para que ela cresça, seja forte e uma continuidade do lar deste jovem. Participe da vida social, política e educacional da segunda casa do seu filho, das reuniões da APM e do Conselho de Escola.
Reflita sobre isto e tente colocar em prática.

Veja este link, do Prof. Dr. Mario Sergio Cortella,

educador:

http://www.youtube.com/watch?v=89BMhivvRFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário