29 de jun de 2012

Vancouver - Canadá, modelo de cidade comprometida com o Meio Ambiente

Vancouver - Canadá
Situada entre as montanhas e o mar, a cidade de Vancouver é um paraíso para os amantes da natureza. Com 90% de sua energia proveniente de fontes renováveis (hidroelétrica, eólica e solar), a cidade promete, em poucos anos, zerar a utilização de combustíveis fósseis. A área metropolitana possui 200 parques e mais de 18 km de rio e vem desenvolvendo políticas sérias para alcançar o índice de cidade 100% sustentável.
O Ranking Global de Condições de Habitação (ou Global Liveability Ranking, em inglês), produzido anualmente pela empresa de pesquisas EIU – Economist Intelligence Unit), acaba de divulgar a lista das melhores cidades do mundo para se viver em 2011 e o município canadense de Vancouver aparece, pela quinta vez, em primeiro lugar no ranking.
Em uma escala de 1 a 100 – em que 1 caracteriza “condições de habitação intoleráveis” e 100 significa “condições ideais para habitação” –, Vancouver apareceu no nível 98 e conquistou o título de “melhor cidade do mundo para se viver”. 
A Universidade de British Columbia (UBC), em Vancouver, Canadá, criou o Centro de Pesquisa Interativa em Sustentabilidade (CIRS) – um espaço dedicado à descoberta de soluções sustentáveis para os atuais e futuros problemas urbanos. Foi pensando no crescimento da população mundial, principalmente nos grandes centros urbanos, que nasceu o centro de pesquisa.
E o trabalho começa pelo próprio prédio que é um exemplo de design sustentável. Segundo a universidade, o CIRS aproveita o calor do sol e da terra para se aquecer, reduzindo o uso de gás natural no campus. O centro também conta com um sistema de reutilização da água da chuva, além de reaproveitar a luz natural em todos os seus ambientes de trabalho. E os benefícios não param por aí.
Além de pesquisar novas tecnologias verdes, a UBC realiza dois outros projetos por meio do CIRS. O primeiro lida com a criação de novos modelos de parceria em que a universidade reúne o setor privado, o público e o terceiro setor para desenvolver políticas que promovam a sustentabilidade. O segundo trata de modelos de aprendizagem e busca ensinar membros da comunidade a como aplicar práticas sustentáveis em suas vidas.
Por enquanto, o centro desenvolve e implementa projetos na região de Vancouver, porém, o objetivo é aumentar a atuação pelo mundo nos próximos anos.
Dica de Daniel Cunha
Fonte: Energiaeficiente.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário