2 de abr de 2010

As pernas curtas da mentira serrista

Do Blog do Saraiva - 02.04.2010

A Folha Online publica hoje lançamento do site Os Amigos do Serra. Até aí, tudo bem. mas o jornal do “jornalismo investigativo” não informa coisas básicas sobre o que vem a ser o site. É uma iniciativa de pessoas? De empresas? Tem um responsável?
A Folha não sabe. Mas o Tijolaço correu atrás.
Primeiro, uma coisa estranha. No final da página tem um link para “Termos de Uso”. o que está escrito lá? Pasmem:
As informações, imagens e conteúdos disponibilizados neste site são protegidos pelas leis e normas que regulamentam os direitos autorais.
O Usuário concorda em não reproduzir, transferir, distribuir, armazenar e/ou de qualquer maneira utilizar o conteúdo deste site, no todo ou em parte, incluindo as marcas, logotipos, nomes de produtos, sinais distintivos ou qualquer outro tipo de propriedade intelectual de titularidade ou de terceiros, bem como as imagens que sejam veiculadas neste site, sem autorização prévia e expressa de seus respectivos titulares.(…) O Usuário concorda em indenizar os colaboradores de Amigosdoserra de quaisquer perdas e danos e lucros cessantes que venha a sofrer em decorrência da utilização indevida de direitos autorais, direitos de imagem, sem prejuízo de sua responsabilidade criminal.
Opa! Site de campanha, feito por amigos do candidato que proíbe reproduzir o que está nele? Não pode distribuir? Nem as imagens? Um serrista incauto que queira propagar as grandes realizações do tucano corre o risco de ser obrigado a indenizar os amigos do Serra?
Ora, qualquer menino saído do vestibular para comunicação percebe que isso está ali por ser vício empresarial.
E eu fui atrás de quem era a empresa que registrou o site. E é uma tal de DDM Desenvolvimento de Software SS Ltda.
Esta empresa está preparando dois sites, além dos outros que faz para empresas, cujos nomes eu tampei para não prejudicar quem está inocente na história.
Os dois sites são “gentequemente.com.br ” e “dilmanao.com.br” . Estão ainda em construção, para serem usados para atacar a candidatura Dilma. Há também uma variedade de nomes com variações em torno do nome do Serra. Todos criados há um ano e “hibernado”, esperando a hora de serem usados.
Tudo isso pode ser verificado acessando o site do registro.br, do Comitê Gestor da Internet no Brasil.
E eu que pensava que o pseudopastor Magnus Carlos , que explorava o www.joseserra.com.br, era o picareta-mór.

Nenhum comentário:

Postar um comentário