22 de set de 2009

SP: Kassab congela 4 bi do orçamento, mas triplica gastos com publicidade. População (Zona Leste, Norte e Sul) não verá hospitais tão cedo!

Da Rede Brasil Atual

Estudo revela que nenhum centavo destinado ao Metrô de São Paulo, ao Rodoanel e a dois hospitais prometidos pelo prefeito Gilberto Kassab foi investido até agosto de 2009

Por: Suzana Vieira

Publicado em 22/09/2009

SP: Kassab congela 4 bi do orçamento, mas triplica gastos com publicidade

Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, realizou congelamentos e cortes de R$ 4 bi no orçamento de São Paulo (Foto: Agência Brasil/Antonio Cruz)

Levantamento realizado pela liderança do PT na Câmara dos Vereadores de São Paulo apurou que a prefeitura mantém congelados R$ 4 bilhões dos R$ 29 bilhões orçados para 2009. No entanto, gastos com publicidade cresceram quase 300%.

Entre outros recursos, estão congelados investimentos na área de saúde, como a construção dos Hospitais Municipais de Vila Brasilândia, Parelheiros e da Zona Leste, cada um orçado em R$ 30 milhões. Na saúde, o congelamento chega a R$ 644,4 bilhões.

Na área de transportes, todo o valor alocado para o Metrô de São Paulo, mais de R$ 218 milhões, não foi investido até agosto deste ano. A verba destinada ao Rodoanel está nas mesmas condições e quase 80% dos recursos para implantação e manutenção de corredores e terminais do sistema de transportes estão paralisados.

Educação e habitação também têm recursos retidos por determinação da Secretaria Municipal de Planejamento, responsável pela administração dos recursos de todas as secretarias e subprefeituras da cidade.

De acordo com a liderança do PT, o congelamento de diversos recursos significa que o prefeito está deixando de cumprir promessas de campanha, como investimentos na área social, expansão do metrô e construção de hospitais, por exemplo.

Os gastos com publicidade, no entanto, cresceram de forma extraordinária. Dos R$ 30 milhões orçados inicialmente (R$ 18 milhões para publicidade em geral e R$ 12 milhões para divulgação dos programas de metas da prefeitura), o valor subiu para R$ 80 milhões, com 98% da verba já empenhada. Em oito meses e meio de gestão, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) gastou em publicidade mais do que foi investido nessa área nos dois primeiros anos do mandato anterior (Serra/Kassab), revelou o estudo da liderança do PT.

Em entrevista à Rede Brasil Atual na semana passada, o vereador Antonio Donato (PT-SP) havia criticado a política de “caixa alto” de Kassab, que deixa de investir em serviços essenciais e ações importantes este ano para guardar dinheiro para obras em 2010 com interesses eleitorais. “É um crime essa política de manter o caixa alto. A prefeitura tem R$ 4 bilhões em caixa”, destacou.

Orçamento montado

Segundo declarações de Kassab, a prefeitura de São Paulo está cortando gastos e congelando recursos em razão de queda na arrecadação.

Leia também


>> PT pede CPI sobre limpeza urbana em São Paulo

>> SP: garis entram em greve e exigem fim de demissões

>> Prefeitura de SP volta atrás na decisão de reduzir merenda de 60 mil crianças

>> Prefeitura de SP reduz merenda nas creches a partir de 2ª

>> Kassab corta 10% da coleta de lixo de SP

>> Prefeitura de SP congela R$ 644,4 milhões da saúde

>> Trabalhadores de limpeza de SP prometem greve para dia 16

Ouça:
>> Prefeitura corta verbas e lixo acumula nas ruas de São Paulo

O vereador João Antônio, líder do PT na Câmara, discorda. “No primeiro semestre de 2009, a arrecadação foi quase 1% maior que a de 2008, já descontada a inflação. Os dados são do Sistema de Execução Orçamentária (NovoSeo) da prefeitura”, afirmou.

Segundo ele, “a expectativa de se arrecadar R$ 29 bilhões este ano foi montada por Kassab apenas para incluir todas as promessas de obras que fez na campanha eleitoral do ano passado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário